FAQ

coaching

Pode ser medido de duas formas distintas: através de indicadores externos de desempenho e de indicadores internos de sucesso. Idealmente ambos são incorporados.

  • Exemplos de indicadores externos incluem o atingimento de metas estabelecidas no início do processo de coaching, o aumento de rendimento/receita, a obtenção de uma promoção, o feedback de desempenho que é obtido a partir de uma amostra de elementos de avaliação do indivíduo (p. ex., relatórios, colegas, clientes, chefe, gerência), dados de desempenho pessoal e/ou empresarial (p. ex., produtividade, medidas de eficiência). As medidas externas seleccionadas deverão ser elementos que já estejam a ser medidos pelo indivíduo e sob as quais ele tenha alguma capacidade de influência direta.
  • Exemplos de indicadores internos incluem avaliações de auto-scoring ou auto-validação que podem ser geridos inicialmente e em intervalos regulares no processo de coaching, alterações na autoconsciência do indivíduo e na consciência dos outros, mudanças no pensamento que criam acções mais efectivas e mudanças no estado emocional que inspiram confiança.

O coach:

  • Fornece avaliação objectiva e observações que promovem a autoconsciência do indivíduo ou da equipa e a consciência dos outros.
  • Escuta activamente para compreender perfeitamente as circunstâncias do  indivíduo ou da equipa.
  • Actua como uma caixa de ressonância na exploração de possibilidades e  implementação de um planeamento cuidadoso e na tomada de decisão.
  • Descobre oportunidades e potencial, encoraja e desafia em acordo com os pontos fortes e aspirações pessoais.
  • Promove mudanças no pensamento que revelam novas perspectivas.
  • Ilumina novas possibilidades e apoia na criação de cenários alternativos.
  • Mantém limites profissionais no relacionamento de coaching, incluindo a confidencialidade e adere ao código de ética da profissão de coaching (para consultar o código de ética aceder a http://icfportugal.com/credenciacao/codigo-de-etica/)

O indivíduo (coachee):

  • Cria a agenda de coaching com base em objectivos de coaching que sejam significativos do ponto de vista pessoal.
  • Utiliza a avaliação e as observações para aumentar a autoconsciência e consciência dos outros.
  • Prevê o sucesso pessoal ou da organização.
  • Assume total responsabilidade pelas decisões e ações pessoais.
  • Utiliza o processo de coaching para promover a reflexão e a criação de novas perspectivas.
  • Realiza ações desafiadores em alinhamento com os objetivos e aspirações pessoais.
  • Utiliza a reflexão sobre o todo e competências de resolução de problemas.
  • Utiliza as ferramentas, conceitos, modelos e princípios partilhados pelo coach na realização de futuras ações efectivas.

A duração da relação de coaching varia consoante as necessidades e preferências do indivíduo ou da equipa. Para determinados tipos de coaching focados em objectivos muito específicos, três a seis meses de trabalho poderão ser suficientes. Para outros tipos de coaching poderá ser benéfico um trabalho durante um período mais alargado. Os factores que podem afectar a duração do processo incluem o tipo de objectivos, a forma como os indivíduos ou equipas preferem trabalhar, a frequência das sessões de coaching e os recursos financeiros disponíveis para suportar o processo.

Geralmente, o processo de coaching inicia-se com uma entrevista pessoal – presencial ou em teleconferência – para aferir as oportunidades e desafios actuais do indivíduo ou do negócio, definir o âmbito da relação, identificar prioridades para acção e estabelecer os resultados específicos desejados. As sessões de coaching subsequentes poderão ser conduzidas presencialmente ou por telefone, com uma duração previamente estabelecida. No período entre sessões de coaching agendadas, o indivíduo poderá ser convidado a realizar determinadas tarefas que servirão de suporte ao alcance dos objetivos priorizados. O coach poderá fornecer recursos adicionais tais como artigos relevantes, checklists e avaliações ou modelos que suportem o pensamento e as acções do individuo ou do negócio. A duração da relação de coaching variará consoante as necessidades e preferências.

credenciação

À luz da ICF, os programas de formação de coaching são acreditados enquanto que os indivíduos estão credenciados. O Serviço de Acreditação da ICF para as escolas de formação define padrões curriculares para garantir a consistência dos programas de formação em coaching e a consistência entre os profissionais de coaching (os coaches). As credenciais ICF são concedidas aos coaches profissionais que tenham cumprido os rigorosos requisitos de educação e experiência exigidos e demonstrem o domínio das competências de coaching.

A credenciação ICF é independente da filiação à ICF. Esta é uma disposição importante do cumprimento das normas globalmente aceites para os organismos que gerem programas de certificação individuais. O valor de uma credenciação ICF – o compromisso de um coach para com o seu desenvolvimento profissional contínuo e a prática profissional de excelência –  é distinto dos benefícios da filiação ICF (p. ex., networking, descontos na participação de eventos, acesso a arquivos virtuais de documentos para aprendizagem). Embora os detentores de credenciais ICF não sejam obrigados a ser membros da ICF são obrigados a cumprir o Código de Ética da ICF e são obrigados a cumprir rigorosos critérios de renovação a cada três anos.

Os titulares de credenciação ICF têm um logotipo especifico que poderão usar. Para obter o seu logotipo ICF por favor contactar Sherrie Harvey através do endereço sherrie.harvey@coachfederation.org. Os logotipos ICF só podem ser usados após permissão da sede ICF. Sem autorização prévia, o uso de um logotipo da ICF ou de qualquer outra versão semelhante constitui uma violação às diretrizes ICF para o uso do logotipo ICF e direito de marcas.

Poderá candidatar-se a qualquer dos níveis de credenciação desde que estejam reunidos todos os requisitos para esse nível. A  maior parte dos candidatos inicia-se com o nível ACC porque não detém o número de horas de coaching exigidos  pelo nível PCC.

Sim. Se estivermos a realizar sessões de coaching em grupo, para efeitos da ICF estas sessões serão documentadas através do nome e endereço de e-mail de uma das pessoas do grupo e do número de pessoas no grupo (um grupo de coaching poderá ter 15 membros ou menos). Não é permitido multiplicar o número de horas pelo número de participantes no grupo. Se a sessão de um grupo de 15 pessoas durar uma hora, só se poderá contabilizar uma hora de coaching, não 15 horas.

Sim pode, desde que o coaching figure na descrição do seu conteúdo funcional. Este é considerado coaching interno.

Dependerá do fluxo de aplicações que entram na ICF. Actualmente, são necessárias  seis a oito semanas para completar a avaliação inicial.

A submissão da candidatura poderá ser efectuada assim que estiverem reunidas as exigências associadas ao nível de credenciação para o qual se está a fazer o pedido.

Pode-se ser um coach-mentor de coaches  com o mesmo nível de credenciação ou de coaches que procurem uma credenciação de nível inferior. Por exemplo, um coach PCC  poderá ser um mentor de coaches ACC e PCC.

Será necessário submeter uma candidatura para a aprovação ICF. Os requisitos para cada nível de credenciação podem ser consultados através dos links: como se lista:

A ICF recomenda a obtenção de uma credenciação. No entanto, o coaching não está regulado por nenhum país ou estado, não sendo exigida qualquer formação ou credencial.

A frequência de um programa aprovado pela ICF é recomendada. No entanto, os programas não aprovados que satisfaçam os critérios ICF de formação específica em coaching são também aceites após revisão dos conteúdos pela ICF à luz de um determinado nível de credenciação.

programa de acreditação

Para questões relacionadas com programas ACTP ou ACSTH, por favor contactar Emily Williams (emily.williams@coachfederation.org).

Para questões relacionadas com programas CCE não abrangidos por um Chapter ICF ou CP, por favor contactar Emily Allen (emily.allen@coachfederation.org).

Para questões relacionadas com programas CCE abrangidos por um Chapter ICF ou CP, por favor contactar Matt Varney (matt.varney@coachfederation.org).

A ICF não faz uso indevido da informação e materiais fornecidos.

A declaração de confidencialidade poderá ser consultada em http://icfportugal.com/credenciacao/codigo-de-etica/

As candidaturas para a aprovação de um programa ACSTH, ACTP ou CCE são exaustivamente revistas por equipas e revisores da ICF especificamente formados para essa função. O prazo para aprovação dependerá da complexidade do programa, da disponibilidade de revisores e da clareza da documentação e materiais fornecidos pelo requerente. Para mais informação aceder a http://icfportugal.com/acreditacao/submissao-e-renovacoes-de-programas/

  • Accredited Coach Training Program (ACTP)

O ACTP é um programa de formação em coaching fechado que inclui orientações abrangentes em torno das competências fundamentais ICF, Código de Ética e as definições ICF de coaching. Os programas ACTP também incluem mentoria, sessões de coaching observadas e um exame final que avalia o estudante nas suas competências de coaching. Os detentores de um programa ACTP podem candidatar-se a uma credenciação  ICF utilizando o caminho ACTP .
Para mais informação aceder a http://icfportugal.com/credenciacao/actp-accredited-coach-training-program/.

 

  • Approved Coach Specific Training Hours (ACSTH)

Os programas ACSTH são aprovados numa base horária e poderão ou não constituir um programa completo de coaching dependendo do número de horas frequentadas. Os alunos que fizerem todas as suas horas de formação através de um programa ACSTH poderão candidatar-se a uma credenciação ICF através do caminho ACSTH.
Para mais informação aceder a http://icfportugal.com/credenciacao/acsth-approved-coach-specific-training-hours/

 

  • Continuing Coach Education (CCE)

A ICF também aprova programas de formação contínua em coaching (CCE) que são orientados para os coaches que pretendem adquirir novos conhecimentos ou que estão em processo de renovação da sua credenciação. Milhares de coaches credenciados pela ICF renovam a sua credenciação a cada três anos, sendo que um dos requisitos para esta renovação é a frequência de 40 horas de CCE. Para mais informação aceder a http://icfportugal.com/acreditacao/cce-continuing-coaching-education/

sobre a ICF

A ICF é uma organização sem fins lucrativos liderada por um Conselho de Administração eleito pelos membros que supervisiona os assuntos da organização. Os funcionários pagos pela ICF seguem as orientações da Direcção no seu trabalho diário.

Thomas Leonard, coach profissional, fundou a ICF com o objectivo de criar uma comunidade de coaching profissional. A organização centrou-se inicialmente na América do Norte mas actualmente tem membros em mais de 100 países.

A federação foi fundada em 1995. As secções de cada país (os Chapters) iniciaram a sua formação logo depois e continuam a formar-se actualmente.